Lei de Ohm

A lei mais importante quando o assunto é eletricidade é a Lei de Ohm, postulada pelo físico Georg Simon Ohm. Ela foi proposta por volta de 1827, e é base para compreender qualquer fenômeno relacionado a eletricidade.

A Lei de Ohm basicamente determina o conceito de resistência elétrica, além de relacionar ela com mais duas grandezas importantíssimas: tensão e corrente.

Essa relação diz mais sobre a Primeira Lei de Ohm, mas, neste artigo, também falaremos sobre a Segunda Lei de Ohm, que diz respeito a resistividade e área do condutor.

lei de ohm

O que é a resistência elétrica?

Quando Georg Simon Ohm estudou os fenômenos elétricos, a tensão e a corrente, ele percebeu uma outra grandeza. Ao dividir a tensão pela corrente, Georg Simon encontrava sempre uma relação entre as duas.

Ele percebeu corrente em um circuito é diretamente proporcional a tensão, enquanto que, a tensão é inversamente proporcional a uma terceira grandeza. Essa grandeza ele chamou de resistência elétrica.

A resistência elétrica nada mais é que a oposição a passagem de corrente em um determinado material. Quando você estudar essa grandeza, pode se deparar com a letra grega ômega, que é usada para sua representação.

lei de ohm

A grandeza resistência é utilizada nos componentes eletrônicos chamados resistores.

Resistores

Esse componente serve para adicionar resistência elétrica a um circuito. Utiliza do efeito joule para funcionar, transformando energia elétrica em calor.

É importante ressaltar que os apenas os resistores ohmicos ou lineares obedecem a Lei de Ohm. Resistores não-lineares não obedecem essa lei.

Nos diagramas de circuito, o resistor pode ser apresentando das duas formas abaixo:

lei de ohm

Essas duas variações existem por conta de existir dois padrões para o desenho de circuitos: o Europeu e o Americano. Eu particularmente prefiro utilizar o modelo americano para representar um resistor.

Sempre que aparecer em um diagrama, o resistor deve vir acompanhado do valor de sua resistência, medida em ohms.

Primeira Lei de Ohm

“Para um condutor mantido à temperatura constante, a razão entre a tensão entre dois pontos e a corrente elétrica é constante. Essa constante é denominada de resistência elétrica.”

lei de ohm

A primeira lei de ohm determina que a razão entre a tensão e a corrente elétrica é igual a resistência elétrica. A equação matemática para essa lei é a seguinte:

lei de ohm

Onde:

  • V = Tensão Elétrica, medida em volts
  • R = Resistência Elétrica, medida em ohms
  • I = Intensidade de Corrente elétrica, medida em amperes

Trabalhando um pouco na álgebra da equação da Lei de Ohm, você pode chegar a duas variações. Escolha e use a que achar mais conveniente.

lei de ohm

É importante notar que esta lei vale para condutores ôhmicos e mantidos a temperatura constante. Existem condutores não ôhmicos, em que a resistência não é constante, e portanto, não obedecem a lei de ohm.

O que é a tensão e corrente?

A tensão elétrica é fornecida para um circuito através de um gerador. Há quem se refira a ela como diferença de potencial elétrico, ou DDP.

Um gerador pode ser uma pilha, uma fonte de alimentação, ou qualquer coisa que gere essa tensão elétrica para o circuito.

A corrente elétrica, é o fluxo de elétrons no condutor submetido a uma tensão elétrica. O sentido desse fluxo ocorre do terminal negativo para o positivo. Por convenção, considera-se o fluxo ocorrendo do terminal positivo para o negativo.

A tensão elétrica é medida em volts, e a corrente elétrica é medida em amperes.

Calculadora da Lei de Ohm

Segunda Lei de Ohm

Essa lei refere-se as grandezas que influenciam na resistência de um determinado condutor. O comprimento do condutor, a área de secção transversal (que em um fio é conhecida por bitola) influenciam na resistência.

Dependendo do material, a temperatura também vai influenciar na resistência. Assim, mais uma grandeza entra em jogo: a resistividade. A resistividade depende de cada material e sua temperatura.

A equação matemática que descreve a segunda lei de ohm é a seguinte:

lei de ohm

Onde:

  • R = Resistência Elétrica, medida em ohms
  • ρ = Resistividade, medida em Ω.m
  • L = Comprimento do condutor, em metros
  • A = Área de secção transversal, em mm²

O que a equação diz é que a resistência elétrica é diretamente proporcional ao comprimento, mas inversamente proporcional a área de secção transversal. Isso quer dizer que, quanto mais comprido um condutor, maior a resistência, porém, quanto mais largo, menor a resistência.

Veja o vídeo da instalação COMPLETA de um sistema de ENERGIA SOLAR